DINÂMICAS

As dinâmicas são utilizadas para fixação de alguma mensagem e/ou complemento da mesma. Pode ser relacionada ou não à lição estudada na célula.

Cabe ao responsável pela dinâmica esclarecê-la, interagir com as crianças e provocar uma reflexão ao final.

Veja abaixo algumas sugestões de dinâmicas:

Batata Quente

As crianças ficam em roda e vão passando um objeto (bolinha, peteca, bichinho de pelúcia, etc…) umas para as outras seguindo a ordem da roda enquanto o professor diz:

“Batata quente, quente, quente… ” e repete “quente” até quando quiser dizer “queimou”. A criança que estiver com o objeto quando ele disser “queimou” deverá sair da roda ou pagar uma prenda.

Dica: Você pode associar perguntas relacionadas à lição para a criança que ficar com a “batata” na mão. Se ela acertar, não precisa pagar a prenda.

Sugestões de prendas:

1. Imitar um animal (gato,, macaco, galinha, cahorro, pato)

2. Contar até 10 pulando em um pé só

3. Repetir um trava língua (o rtato roeu a roupa do rei de Roma/ três pratos de trigo para tries tigres tristes)

4. Cantar uma música da igreja

5. Dançar uma música da igreja

6. Falar um versículo decorado

Morto Vivo

As crianças devem abaixar quando o líder falar “morto”,  e ficar em pé quando falar “vivo”. O professor dá os comandos e quem errar sai da roda ou paga uma prenda.

Dica: Você pode condicionar o “morto’ e o “vivo” a atitudes. Escolha uma lista de pecados como: desobedecer aos pais, falar mentira, brigar com o colega, etc., e uma lista de atitudes corretas: orar, ler a Bíblia, obedecer aos pais, etc. Se a atitude que você disser for pecado, todos deverão abaixar, se for algo que agrada a Deus, eles deverão ficar em pé.

Estátua

Enquanto o professor bate palmas ou canta (toca) uma música de louvor enquanto as crianças ficam andando ou dançando. Quando ele disser “estátua” todos devem fazer uma pose e ficar paradas. O objetivo é que nenhuma criança se mexa, então o líder pode fazer alguma coisa para tentar fazer as crianças se mexerem (caretas, cócegas, etc..) até conseguir que alguma crianças mexa. Depois disso todas podem mexer e começa a brincadeira de novo.

Dica: O líder pode escolher as melhores estátuas e “carregá-las” para o “museu (espaço da sala separado onde todos poderão ver a estátua).

O cachorro e a chave

As crianças ficam assentadas em roda e no centro fica um molho de chaves e uma criança abaixada ao lado dele. Enquanto ela está abaixada, com os olhos e ouvidos tampados, o líder escolhe alguém para tentar pegar a chave. Essa criança tem por objetivo pegar a chave sem o “cachorro” perceber. Se ele perceber ele deverá latir e a criança será o cachorro na próxima rodada. Se não, todas as crianças da roda deverão colocar as mãos para trás e ele deverá tentar descobrir quem pegou. Para isso o líder deverá pedir para quem pegou balançar a chave algumas vezes sem que o “cachorro” perceba. Se ele descobrir quem é a criança que pegou a chave será o “cachorro” na próxima rodada, senão a criança que foi o cachorro na última vez continuará sendo.

Ninguém é de ninguém

As crianças formam duplas e vão seguindo os comandos do professor. Ex: mão com mão, pé com pé, orelha com orelha, nariz com nariz, cotovelo com cotovelo, pé com pé, joelho com joelho, cabeça com cabeça, braço com baço, dedão com dedão, etc…

Quando o líder disser “ninguém é de ninguém” todos deverão trocar  de duplas e ele dá outros comandos para as novas duplas.

Passa anel

Todas as crianças ficam com  as palmas das mãos juntas enquanto o professor passa entre todas elas segurando um anel. Ele escolhe uma delas e deixa, discretamente, o anel com uma delas, que também não deverão falar nada.

Depois ele escolhe uma outra e pergunta: Com quem está o anel? E a outra criança deverá tentar adivinhar. Se ela acertar ela será a próxima a passar o anel, se não será a criança que ficou com o anel escondido nas mãos.

Telefone sem fio

O líder deverá colocar as crianças em fila, lado a lado. Ele começa  falando  uma frase ou uma palavra no ouvido de uma criança que está ao seu lado, na roda. Essa criança, deverá falar no ouvido da próxima, e assim sucessivamente até que chegue no líder pela criança que está do outro lado. Então ele deverá dizer se a mensagem que chegou para ele foi a mesma que o líder disse no início. O primeiro da fila é o próximo da brincadeira, que dirá uma nova frase.

Dica: Escolha trechos de versículos ou frases como “Jesus ama você”.

Siga o mestre

Uma criança do grupo é escolhida  para sair fora da sala. Enquanto isso, as crianças escolhem uma outra criança do grupo para ser o mestre. Essa crianças deverá fazer gestos que todas as outras vão imitar, e mudar de gestos sempre que possível. Elas chamam a crianças que estava fora da sala e, enquanto as outras crianças, dirigidas pelo “mestre” fazem os gestos, deverá adivinhas quem é o mestre. Se ela acertar, o mestre é que vai para fora da sala e continuará a brincadeiras. Se ela errar, sairá novamente e tentará outra vez, com outro mestre escolhido.